| Performance Interativa | DE_PASSAGEM | 2011
 

_________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________

DE_PASSAGEM (Evento baseado na obra de Omar Cleunam)

Concerto na Casa da Música | Sala 2 | 7 de Julho 2011 | 21h30 | Duração ~55 minutos

Direção Artística - José Ramalho | Vídeo Interactivo - Carlos Sena Caires | Música - Paulo Ferreira-Lopes | Assistente Musical - André Perrota | Som - Diana Cardoso.

_________________________________________________________________________________________________________________________

| DE_PASSAGEM

"Assunto de passagem, olhares de passagem, correr de passagem, não de passagem, conversa de passagem, sofro de passagem, esmago-te de passagem, chegou de passagem, desenho de passagem, gravei-te de passagem, companheiro de passagem, avisei-te de passagem, canto de passagem, novembro de passagem, peça de passagem, pacto de passagem, porque de passagem, caiu de passagem, surdo de passagem, projecto de passagem, jogo de passagem, sede de passagem, amigos de passagem, odeio-te de passagem, paramos de passagem, parti de passagem, festa de passagem, medo de passagem, livrei-te de passagem, pausa de passagem, pastoreio de passagem, beijo-te de passagem, ............. "

_________________________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________________________

Partindo dos textos e das fotografias do autor Omar Cleunam decidimos estruturar toda a composição visual do evento tendo por base três conceitos fundamentais: são eles a Fragmentação, a Variação e a Repetição.

A partir destas três noções, primeiro, organizamos as mais de 400 fotografias de Cleunam por grupos temáticos e visuais que pudessem ter uma coerência narrativa e dramática evidente. Encontramos assim quatro (4) grupos que podem ser, de alguma forma, suficientemente reconhecíveis entre eles, e classificámo-los por Caminhantes (1),  Paisagens (2), Rostos e Corpos (3), e Abstracções (4). Segundo, e numa análise posterior das cinco (5) peças musicais (Ade_2, Schlaf_des_Shatter, De_Profundis, 3_S_Pieces e Soto_Voce ) tentamos conciliar os grupos imagéticos com cada uma das composições sonoras, numa aproximação da imagem ao som, do sentir visual à percepção acústica.

Assim, o projecto visual constituí-se numa organização das imagens (e do(s) texto(s)) em pequenos fragmentos, em variações e em repetições, como se escolhêssemos entre o certo e o errado, entre a forma repetida e a forma perturbada. Mas também entre a frase e o seu corte, ou entre a palavra e a letra, entre a construção e a sua desconstrução, numa experiência visual que tentará articular um discurso imagético novo, fragmentário e contraditório, repetido e variável, de acordo com uma composição sonora já de si fragmentada.

 

De passagem.....

Primeiro Movimento: T_Move (4 minutos)

Imagem

T_Move (Live Vídeo)

Som

Não

Texto

 

Texto a preto e branco “De passagem….”

Segundo Movimento: Changeless I (3 minnutos)

Imagem

Caminhantes, dissolves lentos entre fotografias, interacção na crominânica e luminância.

Som

Changeless I (Timpani Solo / Live Electronics)

Texto

 

Terceiro Movimento: 3_S_Pieces (7´55´´)

Imagem

Rostos e Corpos

Som

3_S_Pieces (Saxofone solo / Live Electronics)

Texto

  “Os segredos dos lábios que nada dizem nas palavras ditas, sentinelas de tudo e de nada, lábios molhados pela seiva fresca da vida, testemunhas dos corpos amados, queimados até pelo vinagre que temos de beber.”

Quarto Movimento: De_Profundis (9´58´´)

Imagem

Abstracções

Som

De_Profundis (Violino Solo / Live Electronics)

Texto

 “Só há um modo de captar a vida: no movimento.
“Dentro do movimento irrompe o inesperado, o outro, o indizível, o novo.”

Quinto Movimento: Ade (8’ 26’’ )

Imagem

Flores

Som

Ade (Oboé Solo / Live Electronics)

Texto

 “Dentro do movimento surges tu, tu irrompes dentro do movimento que se gera dentro da passagem. Só o movimento revela os segredos desta casa de vidros estilhaçados, só o movimento é verdadeiro, só no movimento te encontro.”

 

 

 

Sexto Movimento: Sotto Voce (10´57´´)

Imagem

Paisagens (linha horizontal com imagem que aparece e desaparece, fecho)

Som

Sotto_Voce (Violoncelo Solo / Live Electronics)

Texto

 “Na voragem da minha passagem, apanhei estas impressões, ou melhor anotei estes traços que vieram ter comigo, nascidos do encontro do movimento da vida e do mundo.”

Sétimo Movimento: Changeless II (4 minutos)

Imagem

Caminhantes, dissolves lentos entre fotografias, interacção na crominânica e luminância.

Som

Changeless II (Timpani Solo / Live Electronics)

Texto

 “Nada é como parece que é. Tudo passa, tudo está em movimento, o que vês e o que não vês. Tu, as árvores e as crianças, as senhoras e os meninos, os transportes e as casas. O amor e a indiferença, o choro e o júbilo, o princípio e o fim, o hoje e o futuro.”

_________________________________________________________________________________________________________________________

Com o apoio: